Testar os seus pulmões: exames ao volume dos pulmões

Os exames ao volume dos pulmões medem a dimensão que os seus pulmões atingem e podem ajudar o profissional de saúde a perceber o grau de eficácia dos seus pulmões. Para fazer o exame, terá de respirar para uma boquilha e inspirar e expirar várias vezes ou durante vários minutos.

Última atualização 14/12/2022
This content is available in multiple languages.

Quando farei o exame?


O seu profissional de saúde irá aconselhar que faça o exame caso necessite de obter mais informações sobre o grau de eficácia dos seus pulmões. Se precisar de esclarecimentos sobre o estado em se encontram os seus pulmões ou sobre o exame ao volume dos pulmões, terá de falar com o seu prestador de cuidados de saúde.

O que acontece durante o exame?


O volume dos pulmões pode ser medido de várias formas. Cada um destes métodos foi concebido para medir:

  • Capacidade pulmonar total (CPT) – a quantidade máxima de ar que conseguir inalar.
  • Volume residual (VR) – a quantidade de ar que fica nos pulmões depois de exalar por completo.

Métodos em cabina de corpo inteiro

Ser-lhe-á pedido que se sente numa “cabina telefónica” – uma cabina dimensionada e limpa, denominada de cabina de corpo inteiro. Respira por uma boquilha para uma máquina que vai medir a sua função respiratória. Enquanto estiver sentado na cabina, a porta fica fechada. Ser-lhe-á solicitado que comece a “ofegar” com calma enquanto pressiona as palmas das mãos contra as bochechas. Enquanto respira, a válvula fecha durante uns segundos. Ser-lhe-á solicitado que respire contra a válvula fechada. Ser-lhe-á pedido também que respire fundo umas quantas vezes durante o exame.

Métodos Washout ("lavagem") ou de diluição de gases

Ser-lhe-á pedido que respire normalmente durante vários minutos enquanto estiver ligado(a) a uma máquina concebida para medir a sua função respiratória. Respira por uma boquilha e tem uma prega no nariz. O exame dura normalmente 3-4 minutos, pode demorar um pouco mais. Ser-lhe-á pedido também que respire fundo umas quantas vezes durante o exame.

Que problemas poderão surgir durante o exame?


Estes exames são habitualmente fáceis de realizar, mas há coisas que poderão ser difíceis no início. Algumas pessoas podem sentir desconforto durante o exame ao volume dos pulmões em cabina de corpo inteiro porque o espaço é exíguo. Pode abrir a porta em qualquer altura. Caso se sinta muito desconfortável, diga-o ao operador uma vez que existem outros exames que podem ser feitos. Respirar contra uma válvula fechada poderá ser estranho, mas isso só dura alguns segundos.

Entender os seus resultados


O seu profissional de saúde vai comparar os seus resultados com os que são considerados normais para uma pessoa da sua idade, altura, sexo e etnia.

Os resultados da sua capacidade pulmonar total poderão ser superiores ou inferiores aos de uma pessoa com pulmões saudáveis. A capacidade pulmonar total pode ser superior se uma grande quantidade de ar ficar “encurralado” nos seus pulmões. A sua capacidade pulmonar total pode ser inferior se algo o impedir de respirar em pleno.

O seu profissional de saúde explica-lhe os resultados do exame ao volume dos pulmões. O seu volume residual pode ser superior se tiver as vias respiratórias obstruídas ou entupidas. Isso pode ser sinal de alguma patologia, como um enfisema ou bronquite crónica. O volume residual pode ser inferior se não conseguir expandir por completo os pulmões.  Isso pode ser causado por problemas que afetem a sua parede torácica ou os músculos, ou a rigidez dos pulmões, devido a alguma doença em particular. Por vezes, a terapia usada para tratar a doença (medicamentos, quimioterapia, radioterapia, etc.) pode provocar cicatrização que reduz o volume residual.

Poderá sofrer de doença pulmonar mesmo que o volume dos seus pulmões se encontre dentro do padrões normais. Pode ter sintomas, como tosse ou falta de ar, provocados pelo tabaco ou outras irritações que provocaram alterações no volume dos seus pulmões. Estes exames medem a dimensão dos pulmões, mas podem não revelar doenças como o cancro. Se fumar, ou respirar substâncias nocivas como poeiras, fumos ou químicos no trabalho, e os seus resultados forem normais, os riscos de padecer de problemas pulmonares continuam a ser elevados e deve tomar todas as precauções para proteger os seus pulmões.

Nunca é tarde para deixar de fumar e existe apoio disponível – pergunte ao seu profissional de saúde de que forma este poderá ajudá-lo(a) a deixar. O website da Fundação Europeia do Pulmão (www.europeanlung.org) tem muitas informações sobre os benefícios de deixar de fumar que pode descarregar em vários idiomas, sendo este um bom ponto de partida.

www.europeanlung.org


Página na internet da Fundação Europeia do Pulmão: Para obter mais informações sobre doenças pulmonares e como cuidar dos seus pulmões.

Healthy Lungs for Life: Saiba mais sobre a campanha Healthy Lungs for Life (Pulmões sempre saudáveis) e informe-se sobre a importância que o ar puro, a atividade física e a cessação tabágica têm para os seus pulmões.

Global Lung Function Initiative

Subscreva o nosso boletim informativo